O coral é misto atualmente é formado por 28 membros voluntários que buscam acesso ao aprendizado e exercício da arte, tem como proposta o elevado nível técnico e artístico de seus integrantes, aliado a um repertório eclético, que vai da música sacra e clássica, como música popular e folclórica, dando ênfase na qualidade de suas interpretações.

Os ensaio ocorrem todas as quartas-feiras das 19h30 às 21h30 na FIC, sob regência do Maestro Caio Fernando Maciel de Oliveira.

Histórico

Fundado originalmente por componentes da Família Rotária de Indaial, era regido pelo maestro Werner Arnold. Integrou-se às atividades da FIC em março de 1994, passando a ser composto por membros voluntários de toda comunidade de Indaial, e a partir de então, denominando-se “Coral da FIC – Fundação Indaialense de Cultura”.

De 1994 a 2008 foi regido pelo maestro Telmo Elias Locatelli.

Locatelli nasceu no Rio Grande do Sul, de onde veio com toda influência das canções do Folclore Gaúcho e Italiano. Casou-se em Blumenau onde manteve estreito contato com a cultura alemã. Foi um dos primeiros professores da Escola Superior de Música do Carlos Gomes. Apresentou durante sua vida vários concertos em outros países da América do Sul. O músico também fundou a Associação Musical Camerata Vocale com a qual apresentava canções de sua autoria e outros arranjos especiais.

Depois de um período de quatro anos sem atividades o Coral da FIC retomou os ensaios em 2012 com um grupo de 12 cantores selecionados e com vasta experiência na pratica coral com direção artística e regência do maestro Paulo Lira até 2017.

Paulo Lira, em 1997 participou como violinista da Fundação da Orquestra de Câmara Municipal de Timbó (OCMT). Em março de 2001 implantou em Indaial o “Programa de Musicalização nas Comunidades”, e com esses alunos formou em 2002 a “Orquestra de Câmara de Indaial”, sendo seu regente até o presente momento. Em 2006 criou o Coro Misto Indaiá com membros da comunidade Indaialense, mantendo-se como regente até 2010. Como instrumentista foi violinista e chefe de naipe das violas na Orquestra da Furb por 16 anos e membro do Quarteto de Cordas “Cidade de Indaial”. Com seu trabalho em prol de uma nova geração de músicos na comunidade indaialense foi homenageado com o Prêmio “Destaque em Serviços Comunitários” edição 2008, pela Associação Empresarial de Indaial (Acidi).Em 2014 recebeu da FIC o certificado de “Amigo da Cultura de Indaial” pelo seu trabalho desenvolvido junto à prática coral no município. Em 2015 criou junto com o Departamento de Cultura de Ascurra o “Coral Municipal de Ascurra. Em 2016 assumiu a direção artística e regência da Orquestra de Câmara Municipal de Timbó, e nesse mesmo ano integrou o corpo docente do Seminário de Música de Rodeio 12. No ano de 2017 lhe foi solicitado a composição do Hino do município de Ascurra, no qual acompanhado de seu amigo e aluno Décio Fernando Saut realizaram esse trabalho. Em 2017, junto com seus alunos e ex-alunos, criou a “Camerata Tocarte”, atuando como diretor artístico e spalla. No ano de 2018 assumiu a coordenação do Programa SensibiliZarte – Arte nos BairroS.

A partir de outubro de 2018  foi assumido pelo maestro Caio Fernando Maciel de Oliveira.

Formado em licenciatura plena em Música pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp). Durante os anos de faculdade participou de diversos grupos vocais e instrumentais, além do grupo de pesquisa Pibid de iniciação à docência. Tem boas noções de piano, violão e técnica vocal. Atualmente está cursando o programa de pós-graduação em Regência Coral também no Unasp.


Concerto da Paixão